Skip to content

Um ícone (atemporal) para o verão: O grande Gatsby

novembro 22, 2011

O personagem de um livro norte-americano publicado em 1925 pode ser um ícone de estilo para os próximos verões. Estou falando de “O grande Gatsby”, escrito por F. Scott Fitzgerald, a obra registrar com grande eloquência o espírito de seu tempo, os loucos anos 20 nos EUA, quando o país no pós-Primeira Guerra Mundial vivia um próspero momento econômico, mesmo com a proibição da venda de bebidas a circulação do álcool aumenta desenfreadamente. Tudo isso antes da grande crise de 29 que abala como nenhuma outra a economia norte-americana, o que faz a era do jazz parecer uma grande festividade (a moda da New Orleans) antecipando um grande funeral do sonho americano.

O enredo se passa durante um verão nos Hamptons (próximo a Nova Iorque), girando em torno do jovem interiorano Nick Carraway, que deseja prosperar, atingir o tal sonho americano e acaba estreitando uma relação com o seu vizinho, por quem sente um fascínio pela riqueza e estilo de vida, o milionário e misterioso Jay Gatsby. Jay promove festas homéricas nos jardins de sua mansão, sem se misturar com os convidados e nutre uma paixão por Daisy, uma mulher infeliz em seu casamento com um ex-atleta e prima de Nick.

Essa história já foi adapatada ainda anos anos 20 para o cinema, na década de 70 com Robert Redford no papel principal, devido a essa versão que o Gatsby se tornou um ícone de moda, pela beleza de Robert e pelo belo figurino. Ele voltará ano que vem “encarnado” em Leonardo DiCaprio. A jovem atriz em ascensão Carey Mulligan interpretará Daisy (papel este que já foi de Mia Farrow) e Tobey Maguire sendo Nick, o narrador da história.

O diretor é autraliano Braz Luhrmann (de Moulin Rouge, Austrália e Romeu e Julieta), um esteta que com certeza dara ainda mais destaque ao fogurino de época. Sem dúvida é um filme,pelos envolvidos nele, que deverá exercer uma certa influência “fashion” quando for lançado, ganhando editoriais em revistas de moda pelo mundo. As fotos dos bastidores das filmagens na Austrália que se espalharam pela internet já dão uma boa ideia da elegância das roupas. O costume de três peças de verão que o Leonardo usa é muito chique.

A moda masculina vive um grande momento onde o estilo mais tradicional influencia muito os criadores e desperta o desejo de diversas gerações de consumidores. A valorização da alfaiataria, os ternos bem cortados, a silhueta ampla, os paletós de duplo-abotoamento, os chapéus de abas largas são sinais desse movimento. A imagem de Gatsby ressurgir exatamente agora funciona como um representante disso tudo.

A grife francesa Maison Katisuné parece ter sentido a tendência e lançou uma coleção para o verão de 2012 batizada de “The great Gatsby”. Tecidos leves (como o linho),cores suaves (contraponto com alguns pontos de luz mais intensos), calças largas, cardigãs de tricô fino, estampas para camisetas com referência a art déco e aos carros dos anos 20 são peças chave. Toda a estética e estilo da moda masculina daquele período se faz presente, mas com uma atualização para tornar possível.

Aproveita, se adianta com essa inspiração atemporal e aprofunde também seu conhecimento, com a leitura desse clássico da literatura mundial.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: