Skip to content

Me entreguei as tendências parte 2 e Minhas roupas no chão

maio 30, 2011

É quase impossível gostar de moda e não ceder as novidades do mercado, as famigeradas tendências. Sinceramente, já superei um pouco esse ódio que as pessoas ditas “intelectualizadas” têm com relação as tendências. Todo guarda-roupa precisa ser atualizado, com peças que se relacionem ao estilo pessoal naquele determinado momento.

Há algum tempo atrás, me entreguei com um pouco de culpa a tendência do animal print para os homens. Agora, sem culpa nenhuma me entreguei a uma nova tendência: a dos sapatos com o solado colorido (devidamente comentada aqui). O meu primeiro sapato não é um da coleção da British Colony para a Mr.Cat (como queria), porque infelizmente eles não chegaram a Salvador, mas sim da Samello. É um dockside de camuça marrom, com o solado amarelo. Imediatamente pensei em montar um look pra ele.

Dockside Samello; Blazer,bermuda, chapéu e óculos Zara; Polo groselha Lacoste.

Essa é a terceira vez que pego peças que tenho no guarda-roupa, literalmente, jogo no chão e fotografo possíveis combinações. Gostei tanto que vou fazer disso uma constante no blog: Minhas roupas no chão. É algo extremament útil,que todos podemos fazer, pelas seguintes razões:

  • Você acaba conhecendo melhor as peças que possui;
  • Visualiza combinações que poderá usar no futuro;
  • Identifica o que têm em excesso e o que está fazendo falta, ou precisa comprar;
  • Descobre coisas escondidas, que podem ser ótimos achados, ou que só fazem ocupar espaço;
Em tempos de semanas de moda e novas tendências, nada melhor do que conhecer a fundo o seu acervo pessoal.
2 Comentários leave one →
  1. Nelson Ricardo Ferreira da Costa permalink
    maio 30, 2011 9:25 pm

    Confesso que tenho alguns problemas com docksides, desde que eles eram chamados “topsiders”… Lembro que comprei alguns da extinta Company e todos revelaram muitos problemas: O azul deixava meus pés ou meias completamente tingidos; o cru alargou até quase dobrar de tanho e um bicolor ficava cada vez mais brilhante a medida que esbarrava em alguma superfície qualquer… Isso sem falar que todos os cordões laterais arrebentavam e se partiam só de olhar para eles…
    Péssimas lembranças…dos anos 80/90 via docksides!

    • maio 30, 2011 10:44 pm

      Péssimas lembranças mesmo, particularmente só tenho tido boas experiências com eles. Acho que melhoraram a produção dos docksides no Brasil. Indico os da Samello ou Richards que já usei. Dá uma chance a eles agora nos anos 10 do século XXI🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: